Lançamentos 2016: Babolat Pure Aero

headPureAeroUPDATE: já está disponível o review completo da Babolat Pure Aero, confira clicando aqui.

Hoje venho falar do lançamento da nova versão da raquete do Rafael Nadal, a AeroPro Drive ganha nova cara e agora recebe o nome de Pure Aero, ela foi repaginada, está mais potente, com mais spin e com maior conforto! Ao longo deste artigo vou detalhar as principais alterações em relação ao modelo de 2013.

Vamos iniciar pelas especificações dessa nova arma que a Babolat nos entrega:

Tamanho da cabeça: 100″
Comprimento: 68,58 cm
Peso (encordada): 320 g (300g stock)
Equilíbrio: 4 pts HL
Swingweight: 327
Rigidez: 69
Espessura do aro: 23 / 26 / 23 mm
Nível de potência: Médio
Estilo de swing: Longo
Velocidade do swing: Rápido
Padrão de cordas: 16×19

Bem, o que mudou nas especificações? Quase nada, o tamanho da cabeça é o mesmo, o peso também, o equilíbrio se mantém, a espessura, rigidez… Mas agora temos uma mudança! O swingweight subiu bastante, passou de 316 da versão AeroPro para 327 da Pure Aero. A princípio, podemos pensar que a raquete ficou mais lenta, e menos manuseável, mas a Babolat se esforçou bastante para melhorar a aerodinâmica da raquete, portanto, mesmo tendo um SW maior, a raquete aparenta ser bem ágil.

Outro ponto que posso falar com certeza, é que o ganho no swingweigt vai aumentar o spin, a potência e a estabilidade da raquete, e isso é muito benéfico. Ainda, ao ganhar estabilidade, ganhamos também em conforto.

O Cortex System foi retirado. Dizem que foi para dentro da raquete, ok, eu nunca gostei dele, jogava com a versão 2008 sem a tecnologia e, para falar a verdade, o Nadal também não utiliza o Cortex na raquete dele. Então, é outra melhoria ao meu ver. Agora, vou mostrar algumas imagens que mostram o que temos de novo.

Babolat-Pure-Aero-2016-beam-section

À esquerda, temos a versão 2013 e, à direita, a Pure Aero, portanto, podemos ver que a raquete tem a mesma espessura, mas ela é mais aerodinâmica, logo, espera-se uma menor resistência do ar. Acho que aquele barulho de cortar o ar vai estar bastante presente nessa raquete! Como eu falei, mesmo com o swingweight maior, a raquete não perde tanta agilidade. A seguir, outra mudança da Aero.Babolat-Pure-Aero-2016-Woofer-and-Cortex-inside

Do lado esquerdo temos a versão AeroPro Drive 2013 e, do direito, a Pure Aero. Como podemos ver, agora as cordas, tanto no coração da raquete quanto na lateral da raquete, ficam “dentro” do corpo da raquete, diminuindo ainda mais o atrito com o ar. À vista disso, outro investimento relacionado a aerodinâmica da raquete. Pessoalmente, eu achei o novo sistema muito bonito, principalmente no coração da raquete.

Babolat-Pure-Aero-2016-grommets

Outra mudança foram nos grommets, algo que virou tendência atualmente, várias marcas como a Yonex e a Volkl também estão apostando em tecnologias semelhantes. Eu pessoalmente gosto, quem não gosta muito é o meu bolso, que não aguenta tanta corda quebrada/morta. Mas, para mim, além dessas mudanças que poderiam passar impunes aos olhos menos treinados, a maior evolução é a que vou mostrar na próxima imagem.

Babolat-Pure-Aero-2016-head

À esquerda, a AeroPro Drive 2013, na direita a Pure Aero. Nossa, dá para ver claramente, o espaçamento das cordas está maior! O padrão de encordoamento está bem aberto. O que muda? O sweetspot teoricamente é maior, assim como o spin, o conforto e potência. Mas, como nem tudo são aces, perde-se em controle. Outro ponto relevante, é que essa raquete, com esse padrão de cordas aberto e com esses grommets, deve ser uma devoradora de cordas.

Acho que a Babolat Pure Aero vai fazer bastante sucesso, pois teoricamente os upgrades são muitos, basta saber apenas como eles vão responder em quadra.

Finalizando, posso falar com propriedade que a AeroPro foi a raquete com que joguei melhor até hoje, é muito fácil jogar com ela – parei de usar, como muitos, por causa da rigidez – portanto, se a Pure Aero me trouxer a jogabilidade da AeroPro Drive de 2008 (modelo sem Cortex) e tiver um conforto maior, penso que essa poderá ser a minha raquete em 2016.

O mais legal dessa raquete, é que ela serve para vários tipos de jogadores, desde os iniciantes até os avançados. O grande porém da AeroPro sempre foi o baixo conforto e, se ele foi realmente melhorado, nossa, então teremos mais uma arma para levar às quadras! Eu estou muito ansioso pra ver como essa nova raquete vai se comportar, e você?

Crédito das imagens:  http://www.mijnracket.nl/

33 Comments

Deixe uma resposta

Translate »