Raquetes mais esperadas de 2018: Pure Drive 2018

Olá pessoal, estou trazendo aqui uma prévia da Babolat Pure Drive versão 2018, que chega no final desse ano para dar uma chacoalhada no mercado. Está é uma das raquetes mais utilizadas da história, e é amplamente utilizada entre os profissionais, principalmente no circuíto da WTA.

Bom, para falar dessa nova versão, inicialmente vou mencionar que eu fiz aqui para o blog o review da versão anterior, a Pure Drive 2015. A Babolat costuma seguir um ciclo de três anos (3) para o lançamento de suas raquetes, como a última versão (2015), todos estão esperando o lançamento até o início do próximo ano.

Para iniciar, vou mostrar as especificações da versão 2018, em vermelho aparecem os valores relacionados à versão antiga.

Especificações da Babolat Pure Drive 2018:

Tamanho da cabeça: 100″
Comprimento: 68,58 cm
Peso (encordada): 317 g (318 g)
Equilíbrio: 4 HL
Swingweight: 324 (317)
Rigidez: 71 (72)
Espessura do aro: 23 (23.5) mm / 26 mm / 23 (22.5) mm 
Nível de potência: Fraco-Médio
Estilo de swing: Médio-Longo
Velocidade do swing: Médio-Rápido
Padrão de cordas: 16 x 19

Temos quatro itens com alterações. O peso abaixou 1g, isso não quer dizer muita coisa, está dentro da margem de erro da raquete. O swingweight aumentou para 324, o que diminui a manuseabilidade, mas dá mais estabilidade e potência para a raquete. A rigidez diminuiu 1 ponto, não sei como isso vai se refletir no conforto. A espessura mudou um pouco, mas nada muito relevante, foi mais um ajuste fino. Esses itens (peso, swingweight, rigidez e espessuradeixam a raquete menos manuseável e mais potente. O aumento do swingweight com certeza é relevante, com a nova Pure Drive vai ser mais fácil aplicar “peso” na bola, entretanto, perde-se em manuseabilidade.

Do meu ponto de vista, as principais mudanças da raquete não aparecem nos números citados acima, assim como a Pure Aero, a Pure Drive 2018 retirou a tecnologia córtex, utilizando agora o que eles chamam de cortex inside, ou seja, significa que eles tiraram o córtex e adicionaram espuma (ou resina) dentro do cabo. Na minha avaliação, esse é um grande update da nova Pure Drive, sempre achei que o cortex atrapalhava mais do que ajudava.

Outra Alteração relevante está no espaçamento das cordas, que foi aumentado nessa versão, portanto temos um maior sweetspot, resultando em mais spin e potência, voltando a sua origem.

O que podemos esperar da Pure Drive 2018:

  • + potência
  • + spin
  • + estabilidade
  • melhor feel (sem o cortex)
  • – controle

Deste modo, imagino que a versão 2018 pode agradar muito os jogadores da linha de base, com muita potência e spin em seus golpes, essa não é uma raquete para pintar as linhas, e nem é a pretenção dela. Alguns jogadores podem sentir um pouco a perca da manuseabilidade, principalmente quem bate o backhand com uma mão. Devo mencionar que meu grande problema com a linha Pure Drive sempre foi domar a potência da raquete, talvez com mais spin isso seja possível, vamos ver como essa nova versão se comporta nas quadras.

Crédito das imagens: babolat.com

4 Comments

Deixe uma resposta

Translate »