Review: Babolat Pure Aero

Olá pessoal, após alguns problemas técnicos em relação ao meu computador, estou de volta, desta vez trazendo o review de uma das raquetes mais esperadas do ano, a Babolat Pure Aero. Como de costume, vamos iniciar pelos pontos fortes e fracos desta raquete:

fortesxfracospureaero

Configuração utilizada no teste:

Corda: Solinco Tour Bite 1.25 54 Lbs
Grip: Original da raquete
Overgrip: Yonex Super Grap
Antivibrador: Sem antivibrador

Trocas de bola:

A raquete é bastante potente, gera um spin absurdo e tem um sweetspot bom! Levemente superior a Aeropro Drive 2013. Nas trocas de bola da linha de base a raquete se comporta bem, principalmente nos golpes com spin, não é uma raquete para se bater reto na bola, é uma raquete para ser agressivo, com bastante giro e com uma boa margem de segurança. Em relação à versão 2013, senti menos controle, mais potência e spin.

Saque:

O saque é fantástico com essa raquete, tanto o primeiro quanto o segundo. É muito fácil bater bolas retas e rápidas ou bolas com efeito. Acho que esse é com certeza o melhor golpe da Pure Aero. Meu aproveitamento no primeiro serviço melhorou bastante, e meu segundo saque com efeito ficou com uma boa margem de segurança, reduzindo as duplas faltas.

Retorno do saque:

No retorno de saque essa raquete é excelente, você pode bater bolas com bastante giro ou acelerar e atacar o adversário. Portanto, dá para variar bem, a manuseabilidade e a cabeça 100” ajudam bastante neste quesito. Ainda, para os bloqueios eu achei essa raquete um pouco instável, talvez um pouco de chumbo às 3 e 9h resolvessem isso.

Voleio:

Nos voleios eu tive duas sensações, nos golpes agressivos a raquete se portou bem, entretanto, nos voleios defensivos, onde você precisa do peso da raquete, senti novamente pouca estabilidade, mas isso é normal para uma raquete de 300 gramas e cabeça 100”.

Slice:

O slice é bom com a Pure Aero, nada excepcional. Na realidade eu me surpreendi, pois na Aeropro Drive 2013 tinha certa dificuldade nesse golpe, os golpes flutuavam, era difícil colocar profundidade. Nesse sentido a raquete melhorou bastante, ainda tenho um pouco de dificuldades nos slices ofensivos, mas os defensivos estão realmente bons.

Conforto:

O conforto dessa raquete melhorou muito. Posso dizer que os novos grommets aliado ao novo design da raquete com certeza foram uma evolução e tanto. Vejo várias pessoas falando “eu adoro a Aeropro Drive, mas ela me machuca o braço” bom, eu daria uma chance para essa nova versão se esse for o seu caso.

Finalizando:

A Babolat Pure Aero é recomendada para jogadores da linha de base, com swing longo e rápido. Apostando em muita potência e spin, esse é o ponto forte e ao mesmo tempo o fraco. Digo isso pois, tem que saber domar a Pure Aero, esta não é uma raquete para se riscar linhas, ela foi feita para jogadores que sabem manter uma boa margem de segurança. Penso que é uma raquete feita sob medida para se jogar no saibro, com bastante spin e regularidade.

Para facilitar a visualização, segue uma tabela com as notas:

notaspureaero

Especificações da Babolat Pure Aero:

Tamanho da cabeça: 100″
Comprimento: 68,58 cm
Peso (encordada): 325 g (com overgrip)
Equilíbrio: 4 HL
Swingweight: 327
Rigidez: 69
Espessura do aro: 23 / 26 / 23 mm
Nível de potência: Médio
Estilo de swing: Longo
Velocidade do swing: Rápido
Padrão de cordas: 16 x 19

Extra:

Outro ponto a se destacar: as cordas, essa raquete come cordas, portanto, usem cordas com espessuras de 1.25 ou superior.

Muito obrigado por acompanhar o blog TL e até o próximo review!

5 Comments

Deixe uma resposta

Translate »